Dia 6

É engraçado como parece simples, você foi embora e eu tenho que superar. Simples não é? Poderia ser mas tem aquela parte em que toda confiança que eu tinha foi por água abaixo, além de me estragar agora estragou também meu próximo amor, caso haja um. Como irei confiar em alguém de novo? Como irei acreditar em um “eu te amo” depois de mais uma decepção? Isso não é justo, você me fez esquecer o passado em trocar de arruinar meu presente e futuro. Realmente não é justo. Eu sou uma pessoa difícil e essa foi a única vez em que me entreguei a alguém e descobri da pior maneira como é quebrar a cara. Meus amigos me avisaram, minha família também e o que eu fiz? Ignorei todos eles, fiquei cega e andei no escuro sem medo de dar o próximo passo. Até que um dia, o próximo passo me fez cair e cá estou eu, no fundo do poço.

Cade a minha luz agora?  Dizem que a cada final existe um novo começo e dessa vez não quero começar de novo, quero esquecer e ficar bem. Ser feliz comigo mesma primeiro e depois pensar em ser feliz com alguém. 

Chega de me entregar, chega de fazer importante quem nem ao menos se importa comigo. Depois de alguns dias finalmente achei o lado bom disso tudo, aprendi a dar valor a quem me ama de verdade e por mais clichê que seja tenho que dizer que minha família é meu tesouro. Isso eu tenho que preservar. Descarto aqueles que não fazem meu bem, o resto é resto.